MINHA HEROÍNA SE CASOU!

31 Jan 2017 / POR Robinho CQG


Para muitos um super-herói precisa ter super poderes, precisa voar, impressionar uma multidão com uma roupa bem elaborada, ter um belo disfarce para que ninguém possa reconhecer, mas minha heroína me mostrou que um herói de verdade não precisa de nada disso, basta ser perseverante e guardar a fé, foi mais que suficiente para se tornar a pessoa que mais representa Jesus em minha vida, minha heroína é minha mãe, que mulher, que mãe, que esposa, que cristã, que exemplo.

Minha heroína me mostrou que não precisa ser perfeita para ser uma referência, me mostrou que não precisa ser firme o tempo todo para mostrar o quanto é forte, mesmo em meio a toda lágrima, em toda dor, em todo trauma, me ensinou uma das coisas mais importantes da vida, a perseverança, me mostrou que amar a Deus sobre todas as coisas requer aceitar as perdas da vida, aceitar o sofrimento sem perder a fé.

Minha heroína sofreu, e como sofreu, mas sempre permaneceu firme com Cristo, nunca a vi murmurar contra o Senhor, e confesso que isso as vezes me gerava dúvidas, algumas vezes em meio ao sofrimento eu me perguntava: Como pode com tudo isso ainda permanecer com Cristo e não abandona-lo? Isso fez toda a diferença quando eu tive uma experiência com Jesus, eu pensei, quero ser perseverante na fé como minha heroína, quero amar a Deus como ela, quero ser exemplo como ela é, quero imitá-la assim como imita a Cristo.

Minha heroína nunca foi de pegar um microfone para pregar, para cantar, nunca fez questão de ser reconhecida em público (deve receber muitos galardões por isso kkk), minha heroína sempre amou os bastidores, a cozinha, sempre serviu e ainda serve com o talento único que o Senhor a deu, o tempero, e que tempero, o amor com que exerce seu ministério é refletido em cada almoço beneficente, em cada cantina da igreja, em cada prato, em cada almoço de domingo, e mais, em cada refeição do dia a dia (é impressionante como um chuchu com arroz e feijão nas mãos dela fica tão bom quanto um frango assado) sempre disposta a servir no fogão.

Minha heroína chorou, e como chorou, muitas vezes eu acordei e só via lágrimas, voltava da escola e via lágrimas, voltava do trabalho e só haviam lágrimas, mas quando o relógio apontava a hora do culto, enxugava as lágrimas, se arrumava e ia pra igreja, fazer o que? Chorar (essa imagem nunca irá sair da minha memória).

Minha heroína é uma super mulher de oração, e o resultado disso é que meus irmãos e eu hoje tememos a Deus e servimos ao Eterno porque por toda a vida ela orou e intercedeu por nós (não tem como agradece-la por isso).

E esse mês, minha heroína se casou, depois de tantos anos, tantos traumas, tanta dor, a vejo feliz, em seu casamento vi um brilho em seu olhar que nunca havia contemplado, é notório a alegria em seu semblante, enfim minha heroína está desfrutando a dupla honra vinda do céu, depois de tantos obstáculos, depois de vencer tantos inimigos que a vida lhe apresentou, é como se ela nunca tivesse passado por tudo o que passou, parece que pra cada lágrima o Senhor preparou um sorriso.

Minha oração a Deus é: Pai, conceda muitos anos de vida saudável a minha heroína, para que ela possa desfrutar desse tempo de alegria e realizações por muito tempo, o Senhor sabe mais que ninguém o quanto ela merece, o quanto ela te ama, o quanto ela é fiel, Pai, eu te agradeço por ter me dado mais que uma mãe, mais que uma heroína, obrigado por ter me dado o melhor exemplo que um homem poderia ter.
Sobre mim
Robinho CQG

Robson da Cunha Carmo, casado com Elaine F. Maluf da Cunha e pai da Alicia Maluf da Cunha, é também conhecido como Robinho CQG, reside em Teresópolis-RJ.